Textos


Abre-Alas

Metralhadoras,
Fuzis perfilados.
Vidas em desespero: balas a esmo.
Ao encontro da fatalidade
a paz pede passagem!
 
“Ô abre-alas que eu quero passar”*
 
Rogoldoni
10 11 2017
 
*verso de Chiquinha Gonzaga

 
rosangelaSgoldoni
Enviado por rosangelaSgoldoni em 11/11/2017
Alterado em 11/11/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr