Textos


Virgem de Emoções

A mão pesa sobre a caneta
que se recusa a delinear versos
sobre o papel virgem de emoções.
Há um quê de patético,
antiestético,
nesta relação.
O poema implode,
interioriza-se,
limita-se à poeira do que não pode ser.
 
03 07 2014
Publicado em Fiapos de Lucidez
 
rosangelaSgoldoni
Enviado por rosangelaSgoldoni em 17/06/2018
Alterado em 17/06/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr