Textos


Calado


Há um canto,
recanto
que desencantou.
Foi descanso
que repousou
na rede que
balançava a vida.
Foi acaso,
descaso,
ocaso,
desacato,
rumores!
Dores de então
levadas pelo ribeirão
rumaram ao desembarque no cais das desilusões.
Recolheram-se por encanto
num canto dum coração que se calou!

Rogoldoni
09 05 2018

Classificada em terceiro lugar no Concurso da Academia Virtual de Poetas da Língua Portuguesa 2018
rosangelaSgoldoni
Enviado por rosangelaSgoldoni em 10/07/2018
Alterado em 10/07/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr