Textos


Solidão de Agosto

Do
alto
daquela árvore,
pássaro
solene
e
silente
observa
a
imensidão da mata.
A multidão de árvores que o cerca
revela-se um cinturão,
verde proteção,
inverno ensimesmado em névoas.
O pássaro silente
aguarda o despertar da primavera
em cantos de sedução ao ninho.
Agosto caminha solitário
em compasso de espera.
 
Rogoldoni
02 08 2018


 
rosangelaSgoldoni
Enviado por rosangelaSgoldoni em 03/08/2018
Alterado em 08/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr