Textos


 FESTA DO INTERIOR: INDO ALÉM DA CANÇÃO

Festa do interior vai além do exposto  na canção título (Moraes Moreira/ Abel Silva).
Festa do interior tem um palco inocente, a sanfona presente, o desafio inteligente.
É a celebração da vida na sua forma mais irreverente.
João, Pedro e Antonio, personagens tradicionais, têm festejos que nos levam a refletir sobre a realidade da vida contraposta: cidade grande, individualidade, competição, apostas.
Estas festas me encantam. Têm o saber/sabor da  infância, do forró às quadrillhas improvisadas.
Infiltro-me na comunidade dos leilões; frangos caipiras recheados, cachaça em frascos decorados, disputados real a real.
Um leiloeiro atrevido, que faz do lance piada e a atençao de todos concentra sem dificuldades.
Depois, a dança.
A poeira levanta na praça. Há coretos (sim, eles subsistem), onde os namorados trocam beijos , subvertem seus desejos, pois há uma platéia de prontidão.
Ah, festa do interior, a pureza preservada e eu, espectador!

Rogoldoni
29 05 2011



Publicado na Antologia Poemas à Flor da Pele, CONTOS E CRÔNICAS
Volume 1
Editora Somar, Porto Alegre
página 98

rosangelaSgoldoni
Enviado por rosangelaSgoldoni em 29/05/2011
Alterado em 11/08/2012
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr