Textos


Meu Samba-Enredo

Meus carnavais eram bem aproveitados.
Começavam às quintas-feiras à noite no baile de um clube local programado para terminar às 04.00h, como os demais. Dormia o que pudesse e rumava ao trabalho.
A partir daí, sexta, sábado, domingo, segunda e terça, sendo que na quarta de cinzas às 11.00 h havia uma folha de ponto para ser assinada.
Eram seis dias de folia ininterrupta.
Quando os filhos chegaram, os bloquinhos infantis à tardinha. À noite, o desfile numa escola de samba da cidade do interior onde a família aproveitava o período.
Percebi que, com o passar do tempo, também passou a empolgação carnavalesca.
Hoje, quando observo os jovens se divertindo, penso: não faz sentido!
Corrijo-me imediatamente: são ciclos. O momento é deles!
Aplaudo também os que, independentes da idade, conservam seu espírito de folião.
E vamos a mais um carnaval sem alegorias ou gingados, ou melhor, cada um com o seu samba-enredo, estandarte e significados.
Feliz carnaval a todos!
 
Rogoldoni
17 02 2020

 
rosangelaSgoldoni
Enviado por rosangelaSgoldoni em 20/02/2020
Alterado em 20/02/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: raneko/flickr